• Frentes Versos

[Resenha] Último livro de Lira Neto, 'Uma história do samba: as origens' desfila biografia musical

\\ LIVROS

Lado a lado com a história brasileira, temos um retrato profundo não somente da trajetória do estilo musical, incluindo seus precursores e percussionistas, como também da cultura do Brasil no início do século XX até a década de 1930.

Por Rafaela Mancini, Colaboração para Frentes Versos


O escritor Lira Neto Foto: Divulgação/Renato Parada.

Os bambas entusiasmados em conhecer mais sobre a trajetória do complexo ícone popular brasileiro, se fascinam ainda mais com o samba e admiram um novo universo de narrativas ao se deparar com Uma história do samba: as origens. O último lançamento do biógrafo e jornalista Lira Neto adentra detalhadamente nos primórdios do que hoje se conhece como forte símbolo nacional, abordando de forma complexa as controvérsias que o samba implica.


Lado a lado com a história brasileira, temos um retrato profundo não somente da trajetória do estilo musical, incluindo seus precursores e percussionistas, como também da cultura do Brasil no início do século XX até a década de 1930. O livro se estende em mais dois volumes previstos: em ordem cronológica, o segundo tratará da “Era de Ouro do Samba”, até 1945, enquanto que a terceira edição abordará os próximos anos até os dias atuais. Desta forma, “as origens” acompanha a desenvoltura do samba em sua fase inicial, através da transição entre lugares, classes sociais e tempo. O cenário é composto desde a Bahia até o morro do Rio de Janeiro, e posteriormente, da difusão da batucada à classe média e alta da época, habitada no centro urbano.


Entre as múltiplas facetas do samba, Lira Neto expõe novos fatos pouco conhecidos e divulgados. Há descrição minuciosa de ocasiões e manifestações desencadeadoras de uma série de movimentos, incluindo as rodas de samba no quintal de Tia Ciata, as gravações dos “primeiros sambas” como “Pelo Telefone” e as viagens internacionais feitas pelos Os Oito Batutas. A curiosidade é despertada não somente pelas surpresas que o leitor possui ao visualizar materiais históricos como jornais, fotos, trechos de sambas, mas também pelas possibilidades de fazer suas próprias interpretações dos acontecimentos, devido à maneira jornalística que o autor apresenta os fatos.


Novos enredos e desfechos permeiam a cabeça do leitor, pela inviabilidade da determinação de uma história única, o que excluiria tantas outras narrativas. É possível imaginar e repensar fatos, indo além das páginas e trazendo uma observação atual da cultura brasileira. Ao retratar o contexto político, econômico e social brasileiro, a pesquisa vasta de Uma história do samba: as origens traz problemáticas como a violência do dia a dia dos que habitam o samba, e a luta contra o racismo através da música, por exemplo.

Lira Neto promove a conversação entre o panorama geral do samba e o relato individual de seus sambistas, ou seja, uma abordagem que inclui a vida pública das comunidades e os grandes eventos como os desfiles de blocos - antes da concretização de escolas de samba- dialogando com as experiências particulares e com a vida dos sujeitos, além das gravações de discos. Assim, por meio de heroísmos e malandragem, aparecem os grandiosos personagens da música como Sinhô, Donga, Pixinguinha e Cartola. Suas vidas ganham a profundidade biográfica, e compõe, assim como as vozes do coro carnavalesco, um cantar de diversas histórias e visões, sobre o controverso cenário do samba.


Aqueles já habituados com a história desta batucada e do Brasil, encontram uma oportunidade de se aprofundar, deparando com novos caminhos de pesquisa e de narrativas a serem trilhados. Aos que não ainda desconhecem o termo “bamba” e a grandeza que ele implica, a leitura de Uma história do samba: as origens atiça o interesse por uma jornada irreversível e ritmada, repleta de veracidades. Fortes razões para se aproximar do samba através da experiência de leitura são o apagamento e o esquecimento dessas personagens, e de tantas histórias, que englobam outras vidas, e permanecem ignoradas por muitos brasileiros.


A escrita retoma a vivacidade do samba, seus pioneiros e motores, ao recontar algumas de suas narrativas. Relembradas mais uma vez agora, o fenômeno do samba ganha mais um exemplar dedicado à sua continuação. Lira Neto reacende o mistério do samba e desperta o interesse em descobrir, conhecer e se envolver com a música, escutar a história que ela conta. A preservação de uma cultura se dá por isso, pela transmissão do que se foi registrado, pelo estímulo e persistência da fonte preciosa e inesgotável que é o samba.


***

TÍTULO: Uma história do samba: as origens

AUTOR: Lira Neto

EDITORA: Companhia das Letras

ANO: 2017

















(Os textos de colaboração não expressam necessariamente a opinião da Frentes Versos)

©2019 por Frente & Versos. Criado com Wix.com