• Frentes Versos

2020: O ano das efemérides para a beatlemania

\\ ARTE

Os Beatles são recordistas de discos vendidos mundialmente: mais de um bilhão de cópias, 190 milhões só nos Estados Unidos.

Por Gabriel Solti Zorzetto*, colaboração para Frentes Versos


QUARTETO. O grupo inglês mais icônico do Rock. (reprodução).

O ano de 2020 certamente é especial para quem é fã dos Beatles. Isso porque há exatos 60 anos a banda nascia com este nome para o público, depois de ter sido batizada como The Quarrymen, Jhonny and The Moondogs ou The Silver Beatles.


Foi também há 50 anos, o grupo chegou ao fim em 10 de abril de 1970, quando Paul McCartney anunciou a sua saída (por mais que John tenha feito isso antes, de forma extraoficial). Na época, os Beatles eram os maiores do mundo e até hoje continuam sendo, pois são recordistas de discos vendidos mundialmente: mais de um bilhão de cópias, sendo 190 milhões só nos Estados Unidos.


Também há meio século foi lançado o último álbum do quarteto, Let It Be, produzido pelo polêmico Phil Spector e que consagrou canções como “The Long And Widing Road”, “Across The Universe e “Get Back”, além da famosíssima faixa-título, inspirada por uma visita da “Mother Mary” aos sonhos do compositor Paul McCartney.


Inclusive, foi anunciado para setembro uma super versão de luxo do álbum - com remasterizações inéditas e outtakes desconhecidos - que seria acompanhada de uma releitura do filme homônimo lançado em 1970, produzida pela Disney e dirigida por ninguém menos que o neozelandês Peter Jackson, vencedor do Oscar pela triologia O Senhor dos Anéis. Ambos os lançamentos, porém, foram adiados para 2021 por conta da pandemia da COVID-19.


Em 2020, Ringo Starr completou 80 anos, em melhor forma do que nunca, com direito a uma live especial com participações de Joe Walsh, Ben Harper, Dave Grohl, Gary Clark Jr., Sheryl Crow e o próprio Paul McCartney, que liberou a filmagem de quando a dupla se juntou no palco do Dodgers Stadium, em Los Angeles, para a execução de “Helter Skelter”


Já John Lennon tem duas marcas de peso para 2020. Em 9 de outubro, faria 80 anos, ao passo que seu brutal assassinato completa quatro décadas em 8 de dezembro - o fatídico dia em que o sonho chegou ao fim.


*É jornalista, com passagens pela Fox News e ESPN.


(Os textos de colaboração não expressam necessariamente a opinião da FV)

©2019 por Frente & Versos. Criado com Wix.com