• Frentes Versos

Em que rua você está?

\\ CRÔNICAS

Fazia tempo que eu não entrava ali. A última, calhou em um sábado de 2013, talvez.

Por Gabriel Collet

The Shepherd’s Dream, Henry Fuseli


Fazia tempo que eu não entrava ali. A última, calhou em um sábado de 2013, talvez. Embora o lugar fosse o mesmo, o pequeno estabelecimento se modernizou com o que foi possível ao longos dos anos. As cadeiras e mesas eram novas e a iluminação ganhava certo respiro. A entrada tinha sido reformada e senhores bebiam do lado de fora do pequeno boteco.


Não entrei pelos motivos de antes, já nem me cabiam mais. Você não está do outro lado da rua me esperando dentro do carro, nem sentado na mesa antes de fecharmos a loja. Você também não vai passar na padaria, muito menos comprar nossos pães de queijo escondido. Você não vai me pedir pra não sujar o carro nem para ligar o chuveiro chegando em casa.


Embora sua presença tenha sido arrancada sem vez, o pote com seu doce de leite favorito continua exatamente ali, posicionado junto ao caixa no balcão daquele restaurante sem nome. Não que eu tenha entrado pelo doce, mas era quase que impossível não comprá-lo como uma simples forma de me fazer acreditar que você ainda estivesse ali, esperando do outro lado da rua. Mas não houve tamanho ato. Me adiantei na saída ligeira.


Pai, me diz que isso é um sonho, uma brincadeira das que você faz. Em que rua você estacionou o carro? Por que não te encontro mais?

©2019 por Frente & Versos. Criado com Wix.com