• Frentes Versos

Liberdade

\\ POEMÁRIO


Por Mathias Bildhauer*, Colaboração para Frente & Versos


Libertemo-nos de nossas próprias prisões, Vamos descer o céu, o véu, a venda, O nosso reino de lá pode ser aqui. Hoje eu acordei e não fui mais o mesmo, Um rio nunca é igual, Assim é o curso da existência, Impermanência, Infinito, Liberdade. Que aprendamos a renascer, Que nos permitamos nos libertar, Pois, somos o total amor, Temos tudo, Disponível em nosso coração. Ressuscitai a essência crística, De pureza e beleza, De amor incondicional. Que rompamos nossos próprios paradigmas, Em prol de deixar verter, Jorrar da fonte, Tudo o que podemos ser. Que desça a consciência mais elevada, Que nos eleve junto à Terra, Que nos faça viver nossa história além. Desconhecemos os mistérios, Mas, bem-aventurados aqueles que não veem e creem, As coisas invisíveis são o que nos curam de nós, Pois, é no espaço vazio deste nada, Que se encontra o amor verdadeiro. Passemos, Renasçamos, Em prol da nossa própria liberdade.


*Publicado na página do Instagram @aluzdasletras

(Imagem de capa: "Mar possuído", de Catarina Machado)

©2019 por Frente & Versos. Criado com Wix.com