• Frentes Versos

Poeira bruta

\\ POEMÁRIO


Por Murilo Petito Cavalcanti*, Colaboração para Frente & Versos


"Passersby, Repassage", de Jaeyeol Han.

Poesia bruta


feito estátua dura

petrificado no espaço

enfincado ao casco

da bruta criatura


no interior do concreto

do afeto contido

o eu assumido

poeira presa no preto


primeiro o sol, depois a chuva

adoça, amansa e cura a criatura


depois o céu, ungido ao mar

a poesia tira de dentro e lança ao ar


diz que meu peito é uma estrela

que diante da rocha incendeia

pensa que o mundo é maneira

de nascer e morrer pelas veias.


*Murilo Petito Cavalcanti é Professor de Filosofia e Sociologia em Araraquara-SP

©2021 por Frente & Versos. Criado por Vicxorea