• Frentes Versos

Aretha Franklin (1942-2018)

\\ ARTE


Como um silêncio pós-apresentação, uma das maiores vozes de todos os tempos será aclamada por bis, por muito tempo…


Por Gabriel Solti Zorzetto, Colaboração para Frente & Versos

(A cantora Aretha Franklin em 1968/ foto/ reprodução- BBC)

Uma das maiores artistas de todos os tempos, Aretha Franklin, faleceu na última quinta-feira em sua casa, em Detroit, às 9h50 (8h50 no horário de Brasília), aos 76 anos. O motivo da morte foi um câncer neuroendócrino no pâncreas.

A cantora foi diagnosticada com a doença em 2010, o que a levou a se aposentar dos palcos temporariamente. Sua última apresentação pública aconteceu em Nova York, em novembro do ano passado, em uma apresentação que fez parte de um evento da Fundação contra a AIDS do cantor Elton John.


Apelidada de “Rainha do Soul”, Aretha Franklin é considerada uma das maiores vozes da história da música e referência para outras poderosas vozes femininas como Whitney Houston, Tina Turner e muitas outras. Ao longo de sua trajetória, ela conquistou 18 estatuetas no Grammy e tornou-se a primeira mulher a entrar para o Rock & Roll Hall of Fame, em 1987. Em 2010, foi eleita pela revista Rolling Stone a maior cantora de todos os tempos, à frente de nomes como Ray Charles, Elvis Presley e John Lennon, em uma lista que englobava um total de 100 nomes.


Carreira

Aretha nasceu em 1943 em Memphis, no Tennessee, e mudou-se com a família, aos 4 anos de idade, para Detroit. Filha de um pastor batista, ela foi influenciada pela música cristã e começou a cantar na igreja ainda na infância. Com o incentivo do pai, lançou seu primeiro disco, um álbum religioso chamado “Songs of Faith”, em 1956.

A carreira fora das igrejas emergiu de forma rápida, quando Aretha foi disputada por gravadoras e assinou seu primeiro contrato com a Columbia Records, em 1961, onde trabalhou com o produtor John Hammond, um apaixonado por jazz – gênero o qual ele encaixou a jovem nos seus primeiros anos do showbiz, resultando em canções como “Today I Sing the Blues” e “Won’t Be Long”.


Em 1967, Aretha se transferiu para a Atlantic Records, onde começou a moldar seu estilo mais conhecido, dentro do R&B e soul. Assim ela emplacou o seu primeiro hit na Billboard, a canção “I Never Loved a Man the Way I Love You”.


No mesmo ano, a cantora lançou sua versão de “Respect, canção escrita por Ottis Reding dois anos antes. A música atingiu o topo das paradas e tornou-se um manifesto entre os que lutavam pelos direitos civis dos negros e das mulheres.


Nos anos seguintes, Aretha lançou mais um punhado de sucessos, que a consolidaram no hall das maiores cantoras de seu tempo. Dentre os principais estão: “Baby I Love You”, “(You Make Me Feel Like) A Natural Woman”, “Chain Of Fools”, “(Sweet Sweet Baby) Since You’ve Been Gone”, “Think”, “The House That Jack Built” e “I Say a Little Prayer”. 

Além de belas gravações em estúdio, Aretha se estabeleceu como uma grande artista do palco. Ao longo de sua carreira, cantou para a rainha Elizabeth II, em 1980, na posse dos presidentes Jimmy Carter, em 1977, Bill Clinton, em 1993, e Barack Obama, em 2009, e para o papa Francisco, em 2015.


Repercussão após a morte

Após a triste notícia, algumas das maiores personalidades do planeta se pronunciaram sobre a morte de Aretha. Confira abaixo os principais depoimentos:

“Vamos tirar um momento para agradecer à bela vida de Aretha Franklin, a Rainha do nosso soul, que nos inspirou por muitos anos. Ela fará falta, mas a sua memória como grandiosa cantora e boa pessoa viverá para sempre conosco.” (Paul McCartney)


“Aretha ajudou a definir a experiência americana. Em sua voz, pudemos sentir nossa história, tudo e em todas as tonalidades – nosso poder e nossa dor, nossa escuridão e nossa luz, nossa busca pela redenção e nosso respeito duramente conquistado. Que a Rainha do Soul descanse em paz eterna.” (Barack Obama)


“A perda de Aretha Franklin é um golpe para todos que amam a música real: Música do coração, da alma e da Igreja. Sua voz era única, sua habilidade no piano subestimada – ela era uma das minhas pianistas favoritas.” (Elton John)


“É difícil conceber um mundo sem ela. Ela não só era uma cantora excepcionalmente brilhante, mas seu compromisso com os direitos civis causou um impacto indelével no mundo.” (Barbara Streisand)


“A Rainha do Soul, Aretha Franklin, está morta. Ela foi uma grande mulher, um presente maravilhoso de Deus, sua voz. Sentiremos a falta dela!” (Donald Trump)


***

(Os textos de colaboração não expressam necessariamente a opinião da F&V)


©2019 por Frente & Versos. Criado com Wix.com