• Frentes Versos

Efeméride anual festeja nostalgia da cultura do vinil

\\ ARTE


Hoje, só na cidade de São Paulo, uma série de feiras de discos voltaram à tona, resinificando uma cultura nostálgica que vem crescendo  


Por Gabriel Solti Zorzetto, Colaboração para Frente & Versos

(Foto/reprodução)

Record Store Day (RSD) é um dia sagrado para os amantes da música. O evento anual ocorre todo dia 21 de abril. Criado há 10 anos, após um encontro entre proprietários e funcionários de lojas de discos, o RSD, como tendência, popularizou-se em Nova York e lançou tendência nas principais capitais do globo.


O evento tinha como objetivo celebrar e divulgar estabelecimentos musicais que resistem às rédeas do mercado de streaming e das baixas com os formatos físicos. Desde então, nesta data especial, são editados discos exclusivos (principalmente no formato de vinil) e uma série de produtos promocionais. Em 2018, como esperado, tivemos uma ótima gama de lançamentos.


A seguir, três deles que você não pode deixar de escutar:


Neil Young - Roxy: Tonight’s The Night Live


Depois de lançar cinco álbuns nos últimos dois anos, Neil Young agora disponibiliza um dos grandes shows de sua carreira – nada menos que a inauguração do histórico teatro Roxy, em Los Angeles, em setembro de 1973. Entregando uma performance crua e visceral, o trovador canadense mostrava o esqueleto do que viria a se tornar o álbum Tonight’s The Night, de 1975.




Van Morrison & Joey Defrancesco - You’re Driving Me Crazy

Outro artista extremamente

prolífero, Van Morrison agora junta forças com o virtuoso Joey Defrancesco para uma impecável releitura de clássicos do jazz e do blues. Extremamente entrosada, a dupla passeia com facilidade por ambos os gêneros e imprime sua marca até nos números mais tradicionais, como Miss Otis Regrets, de Cole Porter e Every Day I Have the Blues, de Peter Chatman.




The Who – Live At The Filmore East 1968


Um show clássico do The Who, há décadas pirateado por fãs, que finalmente ganhou vida com uma remasterização oficial da banda. Dívida paga. Gravado no extinto Filmore East, em Nova York, o disco registra o amadurecimento de um grupo que se tornaria, em pouco tempo, uma referência em apresentações ao vivo. Para comprovar isso, basta ouvir a avassaladora versão de 33 minutos (sim, trinta e três) de My Generation ou a rara A Quick One, While He’s Away.


(Os textos de colaboração não expressam necessariamente a opinião da F&V)

©2021 por Frente & Versos. Criado por Vicxorea